MOBILIZAÇÃO DA LEI SECA FISCALIZA 3,1 MIL VEÍCULOS EM UMA NOITE NO RS

Foto: Divulgação/DetranRS

A madrugada de sábado (14) para domingo (15) foi de fiscalização intensa nas ruas e rodovias brasileiras, com a edição de julho da Mobilização Nacional da Lei Seca. No Rio Grande do Sul, órgãos de trânsito de municípios que realizam a Balada Segura, Brigada Militar, Polícia Rodoviária Federal e Polícia Civil somaram esforços e abordaram 3.133 veículos, autuando 208 condutores por dirigir sob o efeito de álcool. A mobilização gaúcha também resultou em 145 veículos removidos, 253 documentos irregulares apreendidos e 15 prisões.

Efetuada pela primeira vez em setembro de 2017, a Mobilização Nacional da Lei Seca tornou-se permanente no calendário dos órgãos de trânsito brasileiros desde janeiro deste ano. Com edições mensais, a operação integrada prevê realização simultânea de blitze da Lei Seca, com pontos de bloqueio em ruas e avenidas espalhadas em pontos estratégicos de todo o país. A edição do mês de julho foi a oitava e bateu recordes de abordagens (25.706), testes (17.523) e autuações (1.204) por embriaguez ao volante.

No país inteiro, desde a primeira edição, mais de 137,3 mil condutores já foram abordados e 105,2 mil testes de etilômetro aplicados, resultando na autuação de 7,9 mil condutores por dirigir sob influência de álcool (incluindo as recusas), que responderão de acordo com as sanções administrativas. A infração dos artigos 165 e 165-A do Código de Trânsito Brasileiro resulta em multa de R$ 2.934,70 e suspensão do direito de dirigir por um ano, além da retenção do veículo e do documento. Desses, 1,4 mil foram ainda enquadrados por crime e conduzidos a delegacias.

Fonte: Detran RS